São Paulo.SP...18/11/88



                                        ... Sexta-feira....9,25 hs.
Aqui estamos, corremos tanto ontem, chegamos eram quase 2 hs da manhã, mas inútil, parece que vamos descarregar a outra parte da madeira, só na Segunda-feira, isto é que dá raiva, se pensa em fazer uma coisa e acaba acontecendo outra, mas Deus é que sabe, por um lado é bom se fica o fim de semana aqui, se sair o dinheiro do pagamento, quem sabe até dá para passear, senão a gente fica dentro do caminhão. Estava frio, mas agora já esta esquentando, aproveitei e tomei um banho, pois ontem nem banho tomamos.
 
                                                    2,05 hs.....
Que calor abafado, acho que vai chover, nem parece que tomei banho, já estou suada e suja. O Xavier trouxe carne e eu fiz um carreteiro bem ligeiro, também a cozinha está do lado do sol e da rua. Agora ele dorme, a Mariele caga e eu escrevo. Parece que o Paulinho mandou descer para o RS, meu Deus parece mentira que está acabando o meu sofrimento, nem vou festejar, pois em caminhão nada é certo, de repente o Paulinho muda de idéia e a gente some no mato novamente. Vou ver se consigo uma ligação grátis para o André, vou deixar chegar as 15 hs, o brabo é acertar o horário dele. Estava pensando que hoje era Sábado, sendo Sexta-feira, acho que as 3 hs ele está lá. Até perdi a noção do tempo. Paulo Maluf perdeu as eleições em S. Paulo, aliás em quase todo o Brasil deu PT. Falei com o gerente, ele deixou eu ligar, vou esperar as 3 hs, Deus permita que eu fale com ele, são 14,40 hs. O Valnei foi descarregar em outro lugar.
 
                                                15,15 hs....
Consegui, obrigada meu Deus.... falei com o André, cheguei a chorar. Ficou feliz quando disse que achávamos que íamos voltar.

                                            20,45 hs....
Quase morri de susto, abri a porta para o Xavier entrar e a Mariele caiu lá embaixo, se ele não fosse tão rápido ela teria morrido, pois além do meio fio da rua ainda vinha um carro, meu Deus muito obrigada. Chegou a dar vontade de chorar em mim e no Xavier, vamos Ter que Ter mais cuidado. Nem sei , ficaríamos loucos, se algo chegasse a acontecer. Descarregamos  só a metade da carga, amanhã descarregamos o resto, e aí é só pegar o retorno para ir para casa, até que enfim. Estamos no posto do chefão, o Xavier foi procurar o Valnei, ele também não descarregou tudo, vamos ficar de castigo.... quero ver se aproveito para lavar roupa Domingo, também nem sei se é vantagem, pois a roupa está tão incardida, que acho melhor lavar em casa. Que saudades de nossa casa, quero passar um dia ou mais limpando tudo, quando a gente está longe ou perde é ai é que se dá valor as coisas que temos. Quando chegar quero ver se vou ao médico, para ver essas pontadas que ando sentindo no coração, quero ir ao dentista também, vou arrancar os meus dentes e colocar dentadura inteira, pois a ponte está rachada, aliás tenho tanta coisa para fazer que um mês vai ser pouco para fazer. Acho que vou telefonar para a Aninha, faz 15 dias que não falo com ela, estou louca de saudades dela, o problema é que tenho que ligar só depois de 23,30 hs para poder falar com ela, ela chega neste horário do colégio e para mim é muito tarde. Estou com enjôos, acho que devo menstruar por esses dias, estou tensa, nervosa, com vontade de chorar. Hoje a tarde foi de lado....

Nenhum comentário:

Postar um comentário