Arapiraca. AL...11/04/89



                                            ...Terça-feira...14,30 hs.
Ainda estamos aqui, ontem não descarregaram o caminhão do Marcos, e como estamos os 3 juntos, tivemos que esperar, ( este é o inconveniente de viajar em comboio ). Fomos lá no centro da cidade para mandar dinheiro para o Menon, mas os bancos aqui fecham as 13 hs, isto só pode ser coisa do nordeste. Conhecemos via rádio px a Quitéria e a filha Laudenice, gente boa, ganhei duas mudas de flores. Hoje estamos com a macaca, fui fazer bolinhos de aipim, derramei a frigideira nos meus pés, queimou... estão doendo que nem sei, agora a Mariele foi subir no caminhão e arrebentou a mangueira do ar, foi um estouro, levamos um susto danado. Que lugar que tem moscas, de raiva dá vontade de comer elas, tenho horror de moscas. Ontem choveu quase que o dia todo, hoje chove, faz sol, chove de novo.... Terminaram recém de descarregar o outro caminhão, graças a Deus, agora vamos vazio para Mimoso. GO, de lá para Brasilia buscar milho, talvez novamente para cá. Ontem escrevi para o André, pedi para a Selma colocar no correio, ela é a esposa do homem, que arrumou a carroceria, que estragou com o excesso de milho. O Menon quer que ande bem pesado, o normal é 27 ton., mas eles andam com até 40 ton.

Nenhum comentário:

Postar um comentário